terça-feira, 23 de agosto de 2016

Orlando: The Cheesecake Factory

A rede de restaurantes The Cheesecake Factory agrada tanto os americanos quantos os turistas. Com um cardápio extenso, composto por opções saborosas, é muito fácil encontrar algum prato para agradar o seu paladar. O ambiente é simples, confortável e descomplicado. Claro que muita gente vai lá apenas pela sobremesa que leva o nome da casa, mas só para vocês terem uma noção, o menu conta com mais de 250 opções. Isso mesmo. A leitura chega a cansar. Comecei minha última visita (filial do The Mall at Millenia) com uma porção bem servida e gostosa de Fried Calamari (lulas empanadas). Depois experimentei o delicioso Hibachi Steak (carne de Angus, molho de cogumelos com vinho tinto, purê de batata com wasabi e tempurá de aspargos). A combinação dos ingredientes agradou muito! Ainda provei um pouco da Four Cheese Pasta (penne ao molho de quatro queijos, molho de tomate e manjericão). A massa estava bem preparada e contou ainda com a adição de frango grelhado. Para sobremesa, claro que fui de  cheesecake. A bola da vez foi a excelente Godiva Chocolate Cheesecake. O custo-benefício da conta é bom, mas não vá esperando nada excepcional. 

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Rússia: lojas em São Petersburgo

São Petersburgo é a segunda maior cidade da Rússia. Localizada ao longo do rio Neva, na entrada do Golfo da Finlândia (Mar Báltico). Seu nome já foi Petrogrado e Leningrado, mas em 1991, após o colapso da União Soviética, a cidade voltou a ter o seu nome original. É frenquentemente descrita como a metrópole mais ocidentalizada da Rússia, bem como a capital cultural do país. Conheci um pouco do local ano passado, enquanto participava do roteiro "Escandinávia e Rússia" da Happy Tour. Ao parar em algumas lojas de souvenirs, pude experimentar algumas cervejas, caviar, alguns doces (framboesa e limão) e, claro, muita vodka (como a Beluga, uma das marcas mais bem comentadas atualmente, que investe pesado em publicidade). Curti bastante a vodka, tanto que trouxe alguns exemplares para o Brasil. 

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Linguine, Camarões e Azeite de Manjericão

Mais um prato que deu certo: Linguine com Camarões e Azeite de Manjericão. A base de molho foi feita com alho e cebola fritos na manteiga, com o posterior acréscimo de creme de leite. O azeite de manjericão é bem fácil de fazer, bastando apenas fritar um maço de manjericão em óleo de canola (uma xícara) e esperar esfriar. Depois disso, coloco um pouco de azeite de oliva. Os camarões (temperados com alho e pimenta do reino) foram grelhados e incorporados ao molho. Depois do cozimento do linguine, peguei uma concha da água da panela e adicionei manteiga, queijo parmesão e pimenta do reino, fazendo uma espécie de "cacio e pepe". Pronto. Feito isso, basta misturar tudo imediatamente e despejar um pouco do azeite por cima, finalizando com algumas folhas de manjericão fresco. Se você gosta dos ingredientes, vai gostar da receita!  

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Rio Vermelho: Almendra Restaurante

O Almendra é um restaurante despretensioso, agradável, de cardápio enxuto, comida boa e preço justo. Isso mesmo. O casarão colonial localizado no Rio Vermelho é uma boa indicação para o almoço ou jantar e possui um dos bares mais bonitos da cidade. Nas últimas visitas, sempre começo pedindo um Moscow Mule e uma porção de Pirulitos de Tapioca com Carne Seca, Queijo Coalho e Geleia de Rubras. Os Camarões em Crosta de Queijo Coalho com Vinagrete de Pimenta Doce, o Pão de Queijo com Carne de Panela e os Bolinhos de Cordeiro com Alioli de Hortelã são boas sugestões para entradas também. 
Optando por uma combinação tipicamente baiana, peça a casadinha Casquinha de Mariscos (Aratu, Sururu e Chumbinho) - servida com Farofa de Castanha - com o Bobó de Camarão para prato principal. Gosto muito desses dois pratos, por serem bem apresentados e saborosos.   
Outro ponto forte do Almendra são os risotos (gosto muito desse tipo de prato). O Polvo Grelhado com Risoto Cítrico de Maçã-verde é o meu prato preferido do local, mas o Risoto de Frutos do Mar e o Risoto de Camarão também cumprem seu papel muito bem! Fico sempre alternando entre essas pedidas...  
Para finalizar, creio que o Pudim de Coco com Calda de Caramelo é a melhor opção. Textura ímpar e extremamente saboroso. A casa utiliza um pouco de leite de coco no preparo dessa sobremesa (talvez seja esse o segredo do sabor!). Pois bem. Claro que o Almendra tem outras opções de carne, peixe e massas, mas com as dicas desse post é bem capaz de você já pode sair muito satisfeito!    

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Ribs on the Barbie

O blog daqui a pouco completa 10 anos (isso mesmo!) e um dos primeiros pratos que postei aqui foi o Ribs on the Barbie ou Costelinha ao Molho Barbecue. Com o passar dos anos, melhorei o modo de preparo, deixando a carne ainda mais tenra e saborosa. Semana retrasada resolvi fazer mais uma vez e troquei a usual Farofa de Cream Cracker por uma espécie de Aligot de Mandioquinha com Parmesão e Minas Frescal. Aproveitei o caldo que sobrou na assadeira para fazer um molho mais encorpado, batido com algumas das cenouras e tomate e depois reduzido na panela. Para incrementar, um pouco de pimenta De Cabrón. Ficou excelente, com a carne desmanchando na boca! 

terça-feira, 12 de julho de 2016

Restaurante Amado: Cadu Moura

A publicação de hoje é uma homenagem ao trabalho de Cadu Moura, que está aprimorando suas técnicas lá no D.O.M (SP), de Alex Atala, fato que motivou o seu desligamento da cozinha do Amado. Antes da saída, tive o prazer de participar de um almoço com menu degustação inspirado na sua evolução e trajetória junto ao Restaurante Amado. Fui logo recepcionado com uma tábua de Crispy de Camarão, Manga e Sagu e um Aperol Spritz, preparado pelo barman Beto Santana. Em seguida, foi a vez dos excelentes Chips de Batata com Malassado Trufado, Gel de Rúcula e Mousse de Queijo Meia-Cura. Seguindo o menu personalizado, foi servida uma Salada de Camarão, Melão, Mousse de Gorgonzola e Chutney de Manga, bastante saborosa.    
Depois foi a vez da Brandade de Bacalhau com Polvo Grelhado e Batata-doce Crocante. Esse prato foi apresentado pela primeira vez no dia do teste de Cadu Moura para ingressar ao timo do Restaurante Amado. Após um certo tempo, o prato ficou ainda melhor, com mais técnica, textura e sabor. Enquanto conversava, vi que o garçom serviu um prato com uma manta negra de massa, de apresentação bem interessante. Apelidado de Manta Negra de Frutos do Mar à Provençal, o prato ainda levava Discos de Bisque e Alioli de Pimenta Doce. Estava sensacional, uma prova do amadurecimento do jovem chef. Para harmonizar, Lírica Brut da Hermann.     
Prosseguindo com a degustação, provei (e aprovei) o excelente Badejo com Coulis de Cebola Roxa e Falso Coalho de Mandioquinha, Farofa de Manjericão e Molho de Cajá. Depois, foi a vez do Filé Mignon com Purê de Abóbora, Farofa Amanteigada de Castanhas, Cebolas Grelhadas e Espirais de Aipim. Mais uma vez, um prato com identidade e sabor, que poderia ser facilmente incluído ao menu fixo do Amado. Para finalizar, a sobremesa criada por Cadu foi "Abacaxi, Coco e Maracujá", composta por abacaxi caramelizado, sorvete de coco e mousse de chocolate branco com maracujá. Para arrematar, uma farofa de castanhas. 
Foi um almoço memorável! Tenho certeza que a temporada em São Paulo trará ainda mais benefícios para a carreira desse cozinheiro promissor, que voltará em breve para auxiliar o chef Fabrício Lemos no Restaurante Origem (anotem esse nome!), prestes a ser inaugurado.