Jantar Ocho & Santa Comida

O Ocho realizou semana passada, com o apoio deste blog, um jantar com criações de Marcelo Fugita, responsável pelo comando da cevicheria peruana (ver post1 e post2). O Chef paulistano teve como primeiro trabalho o restaurante Kozushi (SP), onde aprendeu todas as bases de molhos e técnicas de corte da gastronomia japonesa. Depois passou pelo Gendai, Koi e Butoh, até receber um convite para estudar e trabalhar em Long Island (NYC), quando o prato de sua autoria ficou em primeiro lugar no quesito japonês em concurso. Após o retorno ao Brasil, foi consultor de restaurantes, como o J.A.M Warehouse (SP) e do Soho (SSA), até abrir o Mariposa (2004) e, logo em seguida, o Jóia Sushi Lounge. O próximo projeto será um bar restaurante (SP20) na Pituba, previsto para inaugurar no começo de setembro. O jantar foi aberto com drink de boas-vindas (Prosecco Mumm) e o couvert da casa. Eu fui de Heineken bem gelada.       
O primeiro prato foi um Tartar de Salmão e Atum (com sal negro do Hawaii, azeite de ervas frescas, raspas de limão siciliano e tahiti, crisps de batata doce e salsa de trufa). Uma verdadeira explosão de sabores na boca. A combinação entre os ingredientes foi tão equilibrada que, ao final, tomei o caldo de colher. O segundo prato foi uma Torre de Salmão (salmão semi-grelhado com camadas de sour cream, batata rösti e marinado de pepinos em mostarda, açúcar mascavo, vinagre de arroz e azeite de beterraba). Acidez na medida certa. Estava uma delícia. Nunca pensei em combinar a famosa batata rösti com salmão quase cru. O terceiro prato foi uma Dupla de Sushi Maçaricado (sushi de salmão com raspas de limão siciliano, flor de sal e azeite extra virgem e sushi de atum com flor de sal e salsa de trufa). Simples, mas bem saboroso (principalmente o de atum). O quarto prato, o mais aguardado da noite, foi um Churrasco Anticuchero (de frutos do mar e legumes), acompanhado de Farofa de Couve, Camarão e Polvo (o segredo da farofa está na utilização do pão italiano que substitui a farinha tradicional). O prato repleto de vieiras, polvo e camarão estava fora de série, ainda mais com a minha farofa preferida (não provei melhor até hoje). 
A sobremesa ficou por conta do Bolo de Canela (da Dolce Vila) com sorvete de creme. O bolo foi servido morno, dando um toque especial. Ao final, todos os convidados ainda ganharam mini-bolo de canela para levar para casa, presentinho de Flávia e Roberta Badaró. Pela foto abaixo, é nítido que todos saíram mais que satisfeitos com a experiência gastronômica.  
O menu elaborado especialmente para o evento foi surpreendente. Os convidados curtiram demais os pratos, tanto que já combinei para voltarmos em breve e pedirmos alguns itens já consagrados do cardápio Ocho como o Ceviche Nikkei (cubos de atum em leche de tigre nikkei, receita secreta à base de shoyu e aromas de tamarindo e gengibre, levemente picante e adociçado), Mix de Sushi Selados (misto de salmão e atum flambados com molho teriyaki e gergelim torrado) e, claro, os Drinks Ocho com Pisco Sour. O ceviche de atum é TOP demais! 
Agradeço a confiança de Marcelo Fugita (e ao pessoal do Ocho) para permitir a organização e realização do evento, que foi um sucesso. Parabéns! Obrigado Flávia e Roberta Badaró pelos bolinhos de canela. Por fim, valeu pela presença Gabriela Martinez e Luis Eden Abbud (Onde Comer em Salvador), Marcília Castro (Meu Estilo Teu Estilo), Maria Tereza Carvalho (perfil Instagram @proveieaprovei) e Camila Marinho (jornalista da Tv Bahia e perfil Instagram @marinhocamila). Ocho Ceviche Bar: Indicação segura e mais que certa!

Comentários

Excelente evento. Uma verdadeira e única experiência gastronômica. Parabéns e obrigada, Felipe e Marcelo pelo convite. Abraço, Gabriela Martinez e Luis Abbud.

Postagens mais visitadas