Lafayette - Facadas e comemorações

Aberto em janeiro de 2007, o restaurante Lafayette, situado no Bahia Marina (Av. Contorno) é especializado em culinária contemporânea. Debruçada sobre a Baía de Todos os Santos, a casa tem à frente os sócios Jel e Karine Queiroz (Soho), Luiz Fernando Queiroz, Gustavo Baiardi e Marcelo Rangel (Sato e Pereira) e a supervisão da renomada chef Carla Pernambuco (http://carlapernambuco.uol.com.br/), proprietária dos restaurantes Carlota em São Paulo e no Rio de Janeiro.
Lafayette é uma das principais ruas do bairro Soho, em Nova York, que abriga uma grande quantidade de estabelecimentos gourmet de diferentes estilos e nacionalidades. Por esse motivo, o cardápio da casa agrega ingredientes que reforçam o sabor do tempero baiano e tem como fonte de inspiração a comida de rua das cidades que ficam à beira-mar, ao redor do mundo, como Istambul, Sidney, Barcelona, Rio de Janeiro, Nova York e Lisboa.
De entrada, pedimos seleção de 4 queijos com mel e pães (R$20,00), além das cervejas e roskas. De prato principal, teve um separatista que pediu uma salada "Mescla de Verdes" (R$23,00), com queijo de cabra e figos assados no balsâmico, e o resto acabou pedindo "Mix de Grelhados Lafayette" (R$119,00 - para 2 pessoas), com molho de alcaparras, lagosta, camarão, polvo, lula, lagostim, mexilhões, peixe branco, salmão, batata, brócolis e tomate. Acamos pedindo 2 pratos para dividir pra 5 pessoas. Daria tranquilamente para uma sexta pessoa comer, ainda mais que após reclamarmos sobre o tamanho da lagosta, o garçom ainda conseguiu umas lagostas grelhadas de quebra!
A razão da reunião dessa vez foi a passagem de Carol e Beto por Salvador. O casal tá com casamento marcado para daqui a 2 meses e acabaram aproveitando para entregar os convites dos padrinhos (no caso, eu e Mah). Os homens receberam um champagne francês e a gravata para usar no dia do casamento. Já para as mulheres foi dada uma caixa contendo 4 bem-casados (aquele bolinho). Pelo nível do convite e pelas fotos abaixo, o casamento promete.
Depois da conta astronômica, resolvemos tirar uma foto na saída. Apesar de mais pobres, valeu a pena o início das comemorações pré-casório. E que venham mais festas!!!

Comentários

Anônimo disse…
Acredito que o nome Lafayette se deva ao fato de o restaurante estar localizado na Rua Lafayette Coutinho.

Conforme informações da Wikipedia:
Ele foi um médico paraibano radicado desde os tempos de estudante de medicina, em Salvador, e depois professor catedrático da Faculdade de Medicina da Bahia, Lafayette Coutinho de Albuquerque, (nascido em 12 de dezembro de 1906 e casado desde 1934 com a bahiana Maria Francisca de Araújo Góes (Dona Chiká, falecida em 1/11/1994) com quem teve, em Salvador, uma filha (1937) Lenise, de quem teve dois netos, Lafayettinho e Cristina), secretário de agricultura e depois secretário de segurança do Estado da Bahia, falecido inesperadamente na sua casa da Barra, em Salvador, aos 52 anos, de infarto fulminante, aos 6 dias de setembro de 1959.
Anônimo disse…
...Apesar do que está escrito no site do restaurante...
Anônimo disse…
A comida não foi bem a da foto

Não tinham vieiras nem ostras no nosso prato...
Lu disse…
A-DO-REEEEEEEI!!!
nem preciso comentar que gravata é sempre um sucesso ;)
Mah disse…
Felicidades aos noivos!!!!!!!
Felipe disse…
nesse caso, em particular, a foto do prato é meramente ilustrativa, para os chatos de plantão!
Anônimo disse…
Como diria Cid Moreira:

"ESTAMOS DE OLHO"

hehehehe

Postagens mais visitadas